021 – O cristão e as aves do céu

“Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas” – Mt 6.33



São 14 milhões de pessoas à procura de emprego no país. Quantos chefes de família que não sabem como pagarão as contas no final do mês? Aliás, quantos, mesmo empregados, não sabem se terminarão o mês assim? Se eu disser para você não se preocupar, você me chamaria de tolo. Por isso não direi. Quem vai dizer é o próprio Jesus: “Não se preocupem com suas próprias vidas, quanto ao que comer ou beber; nem com seus próprios corpos, quanto ao que vestir” (Mt.6.25). E Ele insiste: “Não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir? ’ (v.31) e apela: “Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas” (v.32).

Da minha parte, só repito: Não se preocupe, pois são os pagãos que fazem isso!

Jesus pede para aprendermos com as aves e com os lírios. Eles “não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros” (v.26), e “não trabalham nem tecem” (v.28), ainda assim o “Pai celestial as alimenta” e “nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles” – v.29.

Mas, Jesus está falando para não trabalhar? O que dizer do provérbio da formiga, em Pv.6.8, que diz que ela “armazena as suas provisões no verão e na época da colheita ajunta o seu alimento”? Não é uma contradição? Não, pois em provérbios a Bíblia usa o exemplo da formiga para advertir o o preguiçoso. Já Jesus, usa o exemplo dos lírios para consolar o ansioso. Assim, quando vier a preguiça, diga: “Vai aprender com a formiga, preguiçoso!”, e quando vier a ansiedade, diga “vai aprender com as aves do céu, ansioso!”

Mais uma questão sobre esse texto: qual a diferença entre Salomão e as aves? Por que elas se vestem melhor do que o rei? É porque o rei passou a acumular tesouros na terra (6.19). As aves não – nelas há contentamento e modéstia, e por isso não há ansiedade. Jesus, por sua vez, é ainda mais radical que elas: “as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde repousar a cabeça” (Mt.8.20). Mesmo assim, Jesus não vivia preocupado com o que comer e vestir. Por quê?

Porque os pagãos é que vivem assim. Aqueles que confiam em Deus sabem que o Pai alimenta as aves, veste os lírios e “o Pai celestial sabe que vocês precisam (dessas coisas)” (v.32).

Se tivermos o contentamento e a modéstia das aves e a disposição da formiga, não há razão para se preocupar com as contas no final do mês, ou com o desemprego, pois o Pai celestial sabe que você precisa dessas coisas.

Seja somente este seu anseio ao acordar – buscar o Reino de Deus (v.33); e somente este pensamento ao dormir –  “Não têm vocês muito mais valor do que elas (aves e lírios)?” (v.26).

Olhe as formigas e trabalhe, olhe as aves e descanse, e então, “todas essas coisas lhes serão acrescentadas” (Mt.6.33).

Comente conosco o que achou desta postagem