019 – Precisamos ler mais

Então o rei ordenou que Aspenaz (…) trouxesse alguns dos israelitas da família real e da nobreza; jovens (…) cultos, inteligentes, que dominassem os vários campos do conhecimento e fossem capacitados para servir no palácio do rei. Ele devia ensinar-lhes a língua e a literatura dos babilônios” – Dn 1.3-4.



Precisamos ler mais. É o que aponta a pesquisa Retratos da leitura, mostrando que 44% de nosso país não lê regularmente e que 30% nunca adquiriu um livro! Os dados são desafiadores.

Mas também há notícias encorajadoras. A Bíblia é o livro mais lido do país, e também o mais marcante. Isso mostra o quanto a igreja tem sido influente na educação e cultura.

Não era de estranhar. O cristianismo é a religião do livro. Deus revelou-se por um livro. Além disso, o protestantismo foi o maior incentivador da leitura em toda a história. As principais línguas do mundo foram desabrochadas da oralidade para a escrita devido à convicção protestante de que precisamos ler as Escrituras. Está no DNA da igreja protestante o incentivo à leitura.

Mas a notícia continua ruim. A igreja precisa ler mais livros, para poder ler melhor a Bíblia. Quem lê pouco, lê mal.

No Pentateuco, percebemos que Moisés conhecia profundamente a cultura de seu tempo e faz referências a ela. O magnífico livro de Jó não teria sido escrito se não tivesse influências literárias. Cânticos e Salmos são recheados de intertextualidade com obras contemporâneas de seus autores. Lembremos ainda de como o povo de Deus se destacou em conhecimento quando esteve em outras terras, como José, Daniel e seus amigos, Neemias, Isaías: homens de Deus que não se enclausuraram numa cultura religiosa, mas se envolveram com a cultura em que estavam inseridos.

Devemos ler obras de especialistas, literatura, poesia, quadrinhos, obras de qualidade e até mesmo cultura pop. A Bíblia responde a perguntas que você ainda não fez, mas que essas obras provocam. Além do mais, através dos livros, a providência de Deus manifesta resquícios de verdade, justiça e beleza, diante dos quais adoramos a Deus.

Devemos ler mais para ler melhor.

Quando Paulo chega em Atenas e cita poetas e filósofos, o hábito de leitura do apóstolo testemunha junto dele. Não foi à toa que, diante da morte, o missionário faz poucos e simples pedidos:

“Quando você vier, traga a capa que deixei na casa de Carpo, em Trôade, e os meus livros, especialmente os pergaminhos” – 2Tm 4.13.

Comente conosco o que achou desta postagem