001 – Havia uma pedra no meio do caminho

 

Na beira do caminho tinha um cego,
tinha um cego na beira do caminho.
Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.

Na beira do caminho ele dizia:
“Filho de Davi, tem misericórdia de mim”.
“Manda ele calar”, outros diziam.
Tantos cegos à beira do caminho.

Filho de Davi, no meio do caminho,
Do meio do caminho, Ele dizia:
“Sua fé o salvou” viram minhas retinas tão fatigadas…
“Se estes se calarem”, a outros cegos dizia
“as pedras clamarão. Sou pedra de tropeço para vós,
Pedra viva para este”.

Da beira do caminho, este outrora cego,
com suas retinas tão fatigadas,
seguiu a Pedra em seu caminho.”

Comente conosco o que achou desta postagem